Sunday, January 21, 2018

25 coisas que aprendi em 25 anos


Hoje trago-vos um post um pouco diferente do habitual. Ainda na vibe do ano novo, que é tempo de introspeção e aproveitando o facto de há pouco mais de uma mês ter feito anos, os últimos tempos têm sido de alguma reflexão profunda. Finalmente tive tempo livre e oportunidade de parar a correria que foram os meus últimos dois anos e pensar, pensar muito. Refletir sobre mim e a minha vida. Têm sido umas semanas de análise e auto-conhecimento. Então, para vos motivar e partilhar convosco algumas das conclusões a que cheguei resolvi escrever este post, com 25 coisas que aprendi em 25 anos.

E Oh Meu Deus!! De repente são 25 anos.  Nunca a expressão "como o tempo passa a correr" fez tanto sentido. Parece que ainda ontem entrei na faculdade e hoje já estou com mestrado feito, a trabalhar e com a sensação que os 30 já espreitam. Exagero meu? Talvez, mas acho que é inevitável que os festejos de um quarto de século nos tragam alguma nostalgia, pressão e sensação que o tempo está a passar… e rápido.

Acho que é uma altura acima de tudo de reflexão. De percebermos onde já chegámos, onde desistimos de ir e onde queremos ir a seguir. É altura de encarar novas realidades, de redefinir metas e de agir. É uma fase em que sabemos melhor quem somos, mas que lutamos para encaixar em padrões sociais pré-definidos. Sem dúvida que o peso dos 25 anos nos permite conhecer mais de nós, dos outros e do mundo.

E sabem que mais? Hoje com 25 anos sei coisas que me fazem ser mais feliz do que quando tinha 18. Na vida passamos por fases, cada idade tem os seus encantos, mas o bom do passar dos anos são as aprendizagens que nos trazem. E como diz o outro: "Quem me dera ter 18 anos e saber o que sei hoje."
Portanto, hoje venho partilhar com todos vocês que ainda têm 18 anos ou não ahah 25 coisas que aprendi em 25 anos. 

 WARNING!!!! Peguem as pipocas que o post vai ser longo :))


1. Aos 25 anos não tens que ter a tua vida feita. 
A verdade é que a esta altura, e apesar da pressão social, sinto que ainda sou muito nova para fazer a mesma coisa para o resto da minha vida. Posso já ter acabado um curso superior, ter um mestrado, mas ainda tenho muito que aprender e viver. E qual a melhor forma de aprender que não vivendo? Não precisas de ter o emprego da tua vida aos 25 anos, o amor da tua vida ou a casa onde queres passar os restos dos teus dias. Ainda és jovem e é tempo de viver e aproveitar a vida, de te descobrires e experimentares o que tiveres a experimentar, até encontrares o emprego, a casa, a cidade ou o parceiro com quem queres ficar o resto da vida. Isto pode acontecer aos 25, aos 26 ou basicamente quando tiver que acontecer, relaxa.

2. Podemos gostar e ser bons em várias áreas.
Não precisamos ser ou fazer a mesma coisa a vida toda. Podemos ter várias paixões e vários sonhos. Afinal, o Homem é do tamanho dos seus sonhos. Por isso alcança o maior número que conseguires. Sonha e faz tudo o que tiveres vontade de fazer. Não te deixes prender por uma sociedade que te impinge um padrão de vida monótono e banal.

3.Viajar é das melhores coisas da vida. 
Não que tenha aprendido isto agora, pois sempre adorei viajar, mas cada vez tenho mais certezas que o que levamos desta vida são as experiências e os momentos que vivemos, bem como os lugares que conhecemos. E viajar é uma aprendizagem tão grande. É uma oportunidade de nos encontrarmos e de encontrar nos outros respostas e pontos de vista diferentes, que nos tornam mais sábios. Nos tornam mais nós.
4. Amigos mais vale poucos e bons. 
Isto é um cliché, mas também uma absoluta verdade. Com o passar dos anos vamos colecionando pessoas que conhecemos nas mais diversas circunstâncias. Umas ficam, outras vão. Permanecem o tempo que têm que permanecer e a verdade é que a maior parte das pessoas que conheces não farão parte da tua vida daqui a uns anos. Por isso valoriza e dá prioridade aquelas que sabes que aconteça o que acontecer, passe o tempo que passar, sempre estarão lá para te apoiar. E hoje em dia é tão raro encontrar pessoas assim, genuínas, que gostem de nós pelo que somos de verdade… Aproveita as que tens.
5. O que ninguém sabe ninguém estraga. 
Infelizmente, aprendi da pior forma que a inveja alheia existe sim, e cada vez mais em maior escala. Há pessoas que emanam maldade mesmo inconscientemente. Como se costuma dizer: "As pessoas podem querer ver-te bem mas nunca melhor que elas" e mesmo sem querer há sempre alguém pronto para te dificultar a vida e atrapalhar os teus sonhos. Por isso, guarda o que é especial para ti e não contes os teus projetos a qualquer um. 

6. Acima de tudo gosta de ti e valoriza-te.
Mais uma velha máxima, se não gostares de ti quem gostará? Quando gostamos de nós ficamos melhor connosco, com os outros e com o mundo. Pode parecer psicologia barata, mas antes de poderes apreciar o que o mundo tem de melhor e conseguires encontrar a felicidade tens que acima de tudo gostar de ti, estar bem contigo próprio. E acreditem que sei do que falo. Por vezes somos os primeiros e mais duros críticos de nós próprios e esquecemos-nos que também somos capazes de grandes feitos e qualidades que devemos ser também os primeiros a reconhecer e a ter orgulho. 

7. Nunca digas nunca. 
Ahh mais um cliché, e uma verdade tão grande. "Pela boca morre o peixe" e quantos de nós não dissemos já, isso comigo nunca! Eu? …nunca… e Pumbas. Lá estávamos nós a fazer o que dissemos que nunca faríamos, a perdoar o que juramos nunca perdoar… E isto serve para o bom e para o mau. Quem de vocês não usou já uma frase do género "Ele? Ele nunca iria olhar para mim… E oh já vi casamentos começarem por menos ahahah Por isso lembrem-se, nada nesta vida é impossível e o que hoje nos parece um nunca amanhã pode ser a nossa realidade.

8. Confia sempre na tua intuição e toma atenção aos sinais do universo. 
Se estivermos atentos, a vida tem um jeito engraçado de nos mostrar sempre o que precisamos saber. É importante estar de olhos e coração abertos para os sinais que o destino nos dá. Por vezes, pensamos tanto acerca de determinado assunto, buscamos na razão uma resposta para as mais delicadas perguntas, quando dentro de nós e à nossa volta tudo naturalmente nos encaminha para onde temos que ir. Às vezes, é preciso deixar de pensar e apenas sentir. 

9. É muito importante saber insistir e igualmente necessário saber quando o momento de desistir.
Sou apologista de que devemos sempre lutar pelo que queremos seja em que campo for. Mas também é importante saber quando essa luta é em vão e que às vezes "desistir" ou parar de insistir é o melhor para nós. Não desistas facilmente, mas não insistas para sempre. 

10. Às vezes o problema está nas expectativas que metemos nas pessoas e não nas pessoas.
E ser capaz de não criar tantas expectativas é uma das maiores aprendizagens dos últimos tempos e a qual tenho que trabalhar mais ainda. A idealização que fazemos dos outros é um problema nosso. Por vezes, o outro nem errou assim tanto connosco, nós é que tínhamos uma expectativa tão elevada deles, uma fantasia do que eram, que quando não cumprem essa expectativa ficamos desiludidos, magoados ou chateados. Mas nesse caso o maior erro foi nosso, por criarmos uma fantasia que não corresponde à realidade e acharmos que a outra pessoa tem que cumprir com essa expectativa. Cada pessoa tem o seu jeito de ser e fazer as coisas cabe-nos a nós perceber isso e escolher aceitar ou não a sua forma de ser.

11. Tudo passa. O tempo cura tudo.
Mesmo a dor mais forte. Pode demorar, pode custar, mas um dia acordamos e essa dor já não ocupa mais o nosso peito. Só precisamos dar tempo ao tempo e principalmente dar-nos tempo, para nos curarmos. 

12. Às vezes já não é da pessoa que gostamos! Mas sim, das memórias que um dia vivemos com essa pessoa. 
Ou pior ainda, dos sonhos, expectativas e idealizações que criámos com elas. E esta distinção é algo muito difícil de se fazer. Requer tempo e muito tapa na cara. Eu que o diga ahah Quando em tempos gostámos tanto de alguém, quando outrora idealizámos toda a nossa vida ao lado de alguém, quando criámos memórias incríveis com uma pessoa, quando crescemos com ela, fica muito difícil aceitar que isso mudou, que o sentimento mudou, que a nossa realidade mudou. E é tão fácil nos apegarmos a tudo isso que vivemos e que sonhámos que não conseguimos ver a vida sem essa pessoa. E aí é muito fácil acharmos que esse comodismo, essa dependência ainda é amor ainda é sentimento. Se vocês não conseguem imaginar a vossa vida sem a pessoa só pode ser amor? Só pode ser o amor da vossa vida, certo? Não meu bem, pode ser que sejas só tu confortável nos hábitos que criaste e no mundo que imaginaste. No entanto, a realidade pode ser bem diferente e haver tudo menos amor, e essa relação fazer-te tudo menos bem. Então cuidado, muito cuidado, esta é uma lição que só no fim de nos bater forte é que aprendemos. 

13. Não faz mal não ser perfeita. 
Afinal, errar é humano e ninguém é perfeito. Este talvez seja um defeito meu, mesmo. Querer sempre que tudo fique perfeito, querer sempre fazer as coisas da melhor forma possível. Pressionar-me, ficar ansiosa e achar que se não for para ser perfeito nem vale a pena. Mas adivinhem, não tem que ser. Tem é que me fazer feliz. Essa é a verdade. Nada é perfeito e eu não sou exceção. 

14. Dar tempo e importância às coisas boas da vida. Àqueles pequenas coisas que valem a pena. 
E parar de perder tempo e energia com coisas negativas. Numa aula, um professor meu uma vez disse: "O grande problema dos dias de hoje é que as pessoas vivem como se fossem eternas." E naquele momento lembro-me de parar, olhar para ele e sentir que aquela frase dizia tanto. Acabara de ouvir uma das maiores verdades dos últimos tempos. Achamos que temos todo o tempo do mundo, guardamos o que queremos fazer para amanhã, adiamos o encontro com os amigos, com a família para quando houver um furo na agenda, gastamos tempo com pessoas de quem não gostamos, nem da companhia, nem da conversa… Mas adivinhem? O tempo é um dos nossos bens mais preciosos. Não podemos tê-lo de volta, não podemos comprá-lo e não sabemos quando irá acabar. Por isso aproveitem-no ao máximo, com quem gostam e a fazerem o que gostam. Não sabemos se teremos o amanhã então aproveitem o hoje. Não percam tempo com o que não vos acrescenta e tirem tempo para aquelas (às vezes tão pequenas) coisas que vos fazem ser feliz e fazem valer a pena.
15. O que tiver que ser, será! 
É importante ter objetivos e lutar para os alcançar, mas também é necessário perceber que certas coisas acontecem quando têm que acontecer e como tiverem que acontecer. Às vezes é importante deixarmos de nos preocuparmos tanto, de querermos ter o controlo sobre tudo e simplesmente deixar que as coisas fluam e aconteçam. Sabem aquele ditado? "Quando é para acontecer até quem tenta atrapalhar ajuda" Pois, é… What is meant to be will always find it's way 

16. As pessoas têm jeitos diferentes de gostar e de demonstrar que gostam. 
E porque não corresponde ao que esperávamos não significa que não sintam. Aqui talvez até esteja a falar mais de mim. Eita pessoa difícil de mostrar sentimento. Ou melhor de revelar os sentimentos abertamente. Porque demonstrar eu demonstro. Ali nos pequenos gestos, naquelas ações despercebidas mas carregadas de amor e sentimento. Não sou a melhor pessoa a dizer o que sinto e às vezes nem mesmo a demonstrar afeto, mas quando eu gosto eu cuido mesmo, preocupo-me, dou apoio, faço tudo para ver o outro feliz. Mas nem sempre é fácil notar isso e é preciso paciência para perceber o meu jeito de ser e de gostar. Pois é, essa foi uma lição que aprendi sobre mim mesma e que parei para perceber que é o mesmo com os outros. Não é porque a pessoa não disse o que eu queria ouvir ou não fez o que eu esperava que fizesse que ela não gosta de mim, talvez e só talvez esse não seja o jeito dela de demonstrar que gosta. É importante conhecermos bem quem temos ao nosso lado e respeitando perceber na sua forma de ser a maneira de nos dizer que gosta de nós.
17. Não perdes o que nunca tiveste 
Esta sem duvida uma lição do último ano. Uma constatação que a cada vez que se aplica precisa de reflexão. A verdade é que às vezes caímos em sofrimento por perder algo que na realidade nunca chegou a ser nosso. E valerá a pensa esse desgaste todo? Parem e reflitam nesta frase. Acreditem que em muitos casos vai ajudar ;)

18. As coisas não são branco ou preto. 
Nem sempre as coisas são assim tão lineares ou simples. Às vezes a razão não está num lado nem noutro, encontra-se a meio. Às vezes é necessário misturar o branco e o preto para perceber que a resposta é o cinzento. Lembrem-se que nem sempre a vossa visão, a vossa opinião ou o que conhecem de um assunto é a única verdade. É essencial sermos capazes de nos colocar no lugar do outro, de olhar a vida com outros olhos, de outra perspetiva e nos diversos ângulos para percebermos as coisas como elas são. Não é um exercício fácil mas ser capaz de analisar todos os lados de uma historia torna-nos mais humanos e mais justos, connosco e com os outros. 

19. Não remoer as magoas do passado. 
Aceitar e aprender com o passado é a melhor atitude a ter. Fazer as pazes com as situações, com as pessoas e acima de tudo connosco próprios só nos fará bem. Às vezes demora, às vezes é um processo difícil, mas guardar rancores passados só nos fará mal a nós, e sabem que mais? A sensação de perdão, de paz interior é tão melhor. A leveza que sentimos é compensatória. E atenção, que às vezes para alcançarmos esse bem-estar e para perdoar o outro, é a nós que temos que perdoar primeiro e é connosco que temos que fazer as pazes para começar. Depois o resto flui. E não há melhor sensação que olhar para trás com serenidade e simplesmente sentir que o que foi, foi.
20. A felicidade é feita de momentos felizes. 
A felicidade não existe, o que existe são momentos felizes. A felicidade não é um estado permanente que conseguimos alcançar e manter para sempre. Existem sim momentos felizes que devemos aproveitar e viver ao máximo. E pensem, se de vez em quando não houvessem momentos difíceis, momentos mais tristes como iríamos saber valorizar os bons momentos e aquelas coisas que nos dão especial alegria? Reparem que às vezes gostamos muito de fazer uma determinada coisa, mas aí ela vira rotina, vira obrigação, vira até trabalho. E aquilo que gostávamos tanto, que nos dava tanta alegria deixa de ter essa magia. Torna-se normal, torna-se garantido e esquecemos o quanto especial é. A vida é feita de picos, e precisamos de alguns vales para valorizar os momentos altos. Ninguém é feliz, há pessoas que estão felizes. O nosso grau felicidade vem então de um conjunto de momentos felizes e cabe-nos  a nós colecionar o maior número possível desses momentos especiais. 

21. Encare a vida sempre com um sorriso. Apesar de tudo sorria. 
Um sorriso tem a capacidade de resolver quase tudo. A sério, se há coisa que aprendi é que um sorriso é a melhor resposta para quase tudo. Ninguém consegue ficar chateado contigo ou discutir se mantiveres a educação e um sorriso na cara, mesmo que o que estejas a dizer não agrade nada à outra pessoa. E além disso, quando sorrimos tudo parece melhor. Uma nota nerd, estudos comprovam que conseguimos enganar o nosso cérebro levando-o a acreditar que estamos felizes com um simples exercício de simulação do sorriso (para tal, basta colocarem um lápis ou caneta na boca, os músculos ativados para segurar o lápis são os mesmos que usamos para sorrir, o que leva o nosso cérebro a acreditar que estamos felizes, libertando então hormonas como as endorfinas o que consequentemente gera uma sensação de felicidade). Já sabem, sorriam… que sorriso atrai sorriso. E ninguém tem que levar com o vosso mau-humor mesmo ahah 

22. Não é possível agradar a todos. 
Seja pelos motivos que forem há sempre quem não vá gostar de vocês. Com ou sem razões. E vocês também não vão gostar de toda a gente por isso tudo bem, isso é natural. O essencial é que haja respeito.
23. A beleza é relativa 
Esta é uma das minhas frases mais ditas no último ano e sem dúvida uma opinião que defendo a 100%. Lembrem-se que o conceito de beleza muda muito de pessoa para pessoa ou até de cultura para cultura. É um conceito tão subjetivo e tão amplo. A beleza está nos olhos de quem a vê e o que eu acho bonito pode ser tão diferente do que o meu vizinho considera bonito. Por isso, lembrem-se sempre que vocês são bonitos! Em primeiro lugar para vocês mesmos e depois para tantas pessoas à vossa volta. Mesmo que alguém um dia vos diga ou faça sentir o contrario. É só uma opinião e cada um tem direito à sua. Mas acima de tudo não se esqueçam de cultivar a vossa beleza interior, que essa então não há padrão nenhum de beleza que possa refutar. 

24. Mantenha o otimismo e pensamento positivo
Ora aí está algo que por vezes tenho tanta dificuldade em fazer mesmo considerando-me uma pessoa otimista. Talvez seja o meu lado ansioso e racional que volta e meia gosta de mostrar todos os possíveis cenários catastróficos. E quem não tem aqueles momentos em que parece que o universo conspira contra e tudo corre mal? Mas sabem que mais? É nesses momentos que é mais importante avivar o pensamento positivo, criar esperança e meter fé que tudo vai dar certo. Cada vez mais acredito que pensamento positivo atrai coisas positivas, que atraímos o que pensamos e sentimos. Por isso, momentos menos bons toda a gente tem, mas também é das dificuldades que surgem as maiores lições, mudanças e força para lutarmos pelo que queremos. Não se deixem derrotar por inseguranças, medos ou tristezas, mantenham a vossa fé, ergam a cabeça, coloquem um sorriso e tudo se vai ajeitar do jeitinho que deve. Afinal, tristezas não pagam dividas. 

25. Nem sempre o que queremos é o melhor para nós… ou às vezes não é o momento certo para acontecer. 
Às vezes desejamos muito uma coisa ou que alguma coisa aconteça num determinado momento. Mas sabem o que mais? Apesar de acharmos que sim, nem sempre sabemos bem o que queremos e o universo tem um jeito engraçado de nos mostrar isso. Portanto, se estão a passar por uma situação do género parem, pensem e reflitam se é isso mesmo que querem. E se for, será que estão prontos? Será que este é o momento certo para acontecer? O que tem que acontecer acontece quando tem que acontecer. E não me interpretem mal, não é para ficar no sofá de casa à espera que as coisas nos batam à porta. Mas é que às vezes esquecemos-nos que nem tudo o que queremos é o melhor para nós e que por vezes ainda não estamos prontos para certas coisas e há então que trabalhar para chegar lá.

E Como têm sido 25 anos de muitas aprendizagens e sabedoria deixo-vos um extra... 

26. As palavras mentem, as ações revelam…. a verdade 
Este é um lema de vida para mim. Aprendi desde cedo que as pessoas mentem e mentem com facilidade. Que são capazes de dizer as maiores mentiras, de prometerem o que nunca tiveram intenção de cumprir, de jurar o que nunca foi verdade. Mas sabem uma coisa? As ações, essas dizem tudo de uma pessoa. E a verdade muitas vezes está naqueles pequenos gestos, nos pormenores e não nas grandes promessas e juras. Talvez, porque eu própria seja uma pessoa mais de ações do que de palavras, talvez porque sou formada numa área onde a expressão e a linguagem corporal têm um papel preponderante, talvez porque já por muitas vezes me olharam nos olhos e me mentiram, esta é sem dúvida uma máxima na minha vida. Um conselho de amiga? Parem e observem as pessoas que têm perto de vocês, atentem no comportamento e pequenos gestos das pessoas, no olhar que vos fazem, nos diferentes sorrisos que têm, nos tiques que lhes são inconscientes e assim irão conhecer de verdade aqueles que vos rodeiam. 


E sabem o que mais? A maior lição de todos os dias é que "Só sei que nada sei"… Afinal....Vivendo e aprendendo.


Se leram este post até aqui em primeiro lugar PARÁBENS!!! Já podem dizer que cumpriram o vosso objetivo de ler mais em 2018 ahahah De nada ;P
E em segundo lugar, MUITO OBRIGADAAAA… é sinal que de alguma forma consegui passar uma mensagem por mais pequena que tenha sido. E acreditem que esta coisa de partilhar os meus sentimentos e reflexões não é habito meu, mas cada vez mais este processo de introspeção tem feito parte do meu dia-a-dia e tem sido tão bom, que sinto a necessidade de o partilhar com vocês e quem sabe inspirar e ajudar alguém.

Mas e vocês? Quais foram as maiores lições que aprenderam até hoje? Concordam ou identificam-se com alguma das que eu partilhei? Ou discordam? Partilhem comigo, pois ia adorar saber… E já agora, digam-me se gostaram deste género de post. Fico a aguardar por vocês nos comentários. Obrigada.

Rita


4 comments:

  1. Parabéns, para começar e bem vinda de volta.
    Segui o te cantinho e espero por mais post.
    Beijinhos
    https://a-carlota.blogspot.pt/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Muito obrigada pelo carinho ^_^
      Em breve post novo ;)
      Beijinhos

      Delete
  2. Olá, gostei muito do teu post.
    Beijinhos
    https://naoqueroquefaltenada.blogspot.pt/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Muito obrigada. Fico feliz que tenhas gostado *_*
      Beijinhos

      Delete